Volta página inicial    
                       


 
 
 


Notícias

Trairi tem Escolas Nota 10 e recebe prêmio em Fortaleza 


O ano de 2017 foi o melhor ano da história do Paic, com os melhores desempenhos em alfabetização e no Ensino Fundamental. A melhor educação do País hoje é do Estado do Ceará e Trairi faz parte desta história, por isso as escolas Zefinha Ribeiro Barroso e Ubiratan Diniz de Aguiar, através de professores, diretores e gestores, foram premiadas nesta quinta-feira (17), em uma grande solenidade no Centro de Eventos do Ceará.

A iniciativa faz parte do Programa de Aprendizagem na Idade Certa (Mais Paic), responsável por reduzir de 32% para 0,7% o índice de crianças não alfabetizadas na idade certa no período de uma década.

A premiação tem como base os resultados da alfabetização ao término do 2º ano, e das disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, ao final do 5º e 9º anos, a partir de informações do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece).

Premiação

Neste ano, o Prêmio Escola Nota Dez foi entregue a 150 escolas públicas com os melhores desempenhos de Alfabetização, 150 do 5º ano, além de 32 escolas de 9º ano do Ensino Fundamental. A premiação tem como base os resultados da alfabetização ao término do 2º ano, e das disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, ao final do 5º e 9º anos, a partir de informações do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece).

As escolas receberam o prêmio em dinheiro equivalente a R$ 2 mil por cada aluno avaliado atendendo aos critérios do prêmio, enquanto as apoiadas ganharão R$ 1 mil. O pagamento é feito em duas parcelas. A primeira é de 75% do valor total, paga após a aprovação pela Seduc. A segunda será repassada às escolas que atenderem às seguintes condições: comprovação da execução da ação de cooperação técnico pedagógica com as escolas que tenham obtido os menores resultados; manutenção ou elevação dos bons resultados obtidos e melhoria dos resultados da escola apoiada.

“Essa é uma das estratégias mais eficientes do Mais Paic. A gente entrega 75% do prêmio e os outros 25% ficam condicionados a ela continuar bem e a ter conseguido ajudar outra escola. Esse plano é reconhecidamente eficaz no mundo inteiro, que é a parceria entre escolas trocando experiências”, argumentou o secretário Rogers Mendes, que classificou como “processo histórico a ser intensificado a cada ano” a pactuação entre os municípios.

Camilo atribuiu o sucesso do Ceará nos resultados da Educação ao planejamento que garante motivação e reconhecimento para alunos, professores e administradores de todas as 184 cidades do Estado. “Isso representa a vocação que o Ceará tem ao estímulo. Estamos juntos na compreensão de que apenas por meio da Educação é que podemos transformar a realidade que vivemos”, concluiu.

Determinadas a melhorar

Diante de tantas histórias, de todos os cantos do Ceará, a vice-governadora Izolda Cela pediu aos homenageados que prossigam lutando para que essa ideia acerca da importância da Educação ganhe novos episódios de esperança. “Que um dia cheguemos a oferecer a escola pública com todo o necessário para construirmos um Estado melhor. A luta é forte e nos exige uma presença constante junto aos municípios cearenses”.

Critérios

Segundo o Spaece, 303.664 alunos do 2º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental de 4.347 escolas públicas participaram da avaliação externa da Seduc, que identifica e analisa o nível de desempenho dos estudantes.

Para conquistar a premiação, todas as escolas devem atender os seguintes critérios: ter, no momento da prova, pelo menos 20 alunos matriculados na série e avaliados, além de ter, no mínimo, 90% de participação de alunos. No 2º ano, a pontuação deve ficar entre 8,5 e 10, enquanto as do 5º e 9º ano devem ter entre 7,5 e 10,0, em Português e Matemática.

Conquista de resultados

A avaliação, em 2017, mostra que 88,20% das crianças do 2º ano encontram-se alfabetizadas ao término dessa série. Em 2007, início da implantação do Programa, esse percentual era de apenas 39,9%. Houve ainda uma redução gradativa nos padrões não alfabetizados. Em 2017, 4,7% dos estudantes encontravam-se no padrão não alfabetizado. Esse número em 2007 era de 47,4%. Já a aprendizagem do 5º ano, nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, melhorou em relação ao ano de 2008. Em Língua Portuguesa, o percentual de alunos no nível adequado subiu para 49,3%, enquanto, em 2008, o nível era de 6,9%. Em Matemática, era de 3,6% e passou para 36%.

O Ensino Fundamental II, que inclui as crianças do 6ª ao 9º ano, teve seu acompanhamento pelo Spaece, a partir de 2012. Naquele ano, o percentual de alunos no nível adequado em Língua Portuguesa era de 8,6%, subindo, em 2017, para 18,6%. Já em Matemática, o percentual de alunos no nível adequado passou de 3,9%, em 2012, para 9,5%, em 2017.

 

 

 








Prefeitura Municipal de Trairi
Av. Miguel Pinto Ferreira, 145
Planalto Norte, - Trairi - CEP. 62.690-000
PABX: (85) 3351-1350
CNPJ: 07.533.946/0001-62
CGF: 069202389
Horário de Funcionamento:
de Segunda a Sexta-Feira

Newsletter

Assine nosso boletim e saiba mais sobre o que acontece na prefeitura Municipal de Trairi